Páginas

terça-feira, 29 de março de 2011

Acampando na chuva


Uma das primeiras preocupações quando começamos a nos aventurar com a barraca nas costas é a compra da barraca certa, ou seja, que no mínimo aguente passar pela chuva sem que se acorde molhado.
Nas redes sociais e blogs encontramos muita dicussão sobre isso. Vale a pena uma baraca de uma marca mais barata? Ou será melhor investir em uma top de linha? Devo fazer uma cobertura com lona, tenda ou gazebo?
A resposta pra esse tipo de pergunta nem sempre é tão simples, é necessário analisar quanto você poderá gastar, e quanto você pretende acampar, etc.
Confesso que tinha algumas dúvidas quanto a qualidade da minha Falcon 3 (FIT 3) fabricada pela Nautika. Ainda mais porque a alguns meses havia emprestado para alguns amigos que passarm por chuva e reclamaram que a barraca ficou "alagada".
Nesse carnaval finalmente consegui fazer esse teste, e antes de mais nada, ela passou por praticamente 2 dias inteiros de chuva - que não foi uma tempestade, mas foi constante - sem água do lado de dentro.
Cheguei a conclusão que se tormarmos certos cuidados, não é necessário ter uma barraca cara e nem uma lona para evitar a chuva. Vamos a eles:

O primeiro cuidado está embaixo da barraca, onde geralmente se usa lona ou plástico para forrar o terreno onde a barraca será erguida. O melhor nesse caso é fazer a utilização de piso ecolôgico, daqueles utilizados como tela em janelas evitando a entrada de insetos. Mas no caso do uso de lona, é importante que ela não sobre pelos lados da barraca, evitando que ao escorrer, a água se acumule entre a lona e o piso da barraca.

O outro cuidado está no sobreteto da barraca. Escolha uma barraca que o sobreteto cubra o dormitório todo. Na montagem, evite que o sobreteto fique em contato com o dormitório, pois isso pode fazer o dormitório absorver a umidade do sobreteto. Além disso, deixe o sobreteto o mais esticado possível, isso faz com que a água possa escorrer com mais facilidade.

Detalhe da distância entre o sobreteto e o dormitório.

No meu caso, como não havia ventania, optei por não fixar o dormitório no solo com estacas. Utilizei essas estacas para que o sobreteto ficasse esticado e sem contato com o dormitório. A Falcon 3 já vem com 10 estacas, porém adiquirindo mais 4 delas você evita fixar o sobreteto junto com o dormitório.


Vale lembrar também que dependendo da chuva, no caso de um forte temporal, mesmo a melhor barraca pode não aguentar. Mas com esses cuidados, mesmo com tempo fechado a diversão é garantida, sem transtornos e com som de chuva no teto para dormir.

3 comentários:

Paulinho disse...

Bom dia amigo. Li o seu post. Me interessei por ver a sua barraca, modelo igual a que um amigo me emprestou, porém, na ocasião que usei a barraca, chovia muito na hora da partida e acabei deixando o sobreteto de lado. Não acho especificações sobre a medida do sobreteto e nem se consigo comprar separado.
Poderi me dar uma luz? Precisava saber a medida do sobreteto.
Obrigado.

André Dalastra disse...

Muito bom...alguma pessoas usam bexigas com pouco ar entre o sobreteto e o teto afim de aumentar a distancia entre ambos. O problema é o condensado molhar a bexiga e agua escorrer...eu não uso nada, apenas estico bem o sobreteto (não muito se não pode rasgar) e deixo se possivel as entradas de ar desobstruidas. Do resto deixa chover...nas piores situações é que se formam as melhores historias....
Abraços

Paula Montezano disse...

Eu uso sempre o balão entre o sobreteto e o dormitório e nunca escorreu não. Tenha uma Luna 8 pessoas da Mor, e quando acampei com ela e tomei chuva, foram justamente os balões que ajudaram a criar a distancia necessária e evitar a entrada de água na barraca.
No meu blog eu mostro como coloco os baloes.

http://diadiaecamping.blogspot.com.br/2012/10/dicas-para-acampar-na-chuva.html

Postar um comentário